Largo da Rua do Acampamento – 1920

Largo da Rua
do Acampamento – 1920

Ao despedir-me para breves férias, deixo essa imagem
para os estimados leitores compararem transformações
do Largo da Rua do Acampamento.
O registro, de 1920, é de Venancio Schleiniger. À
esquerda, no primeiro plano, aparece parte do prédio
ocupado pela loja, n.º 26, “Ao Mais Barato”, do judeu
Júlio Russowsky e pela “Pharmácia Cruz”. Logo depois,
a agência local do Banco da Província do Rio
Grande do Sul, inaugurada em 1912, e que daria lugar
ao atual Ed. Província, inaugurado no início dos anos
1970.
No primeiro plano, à direita, aparece um tablado com
duas mesinhas com estruturas metálicas e tampos circulares.
Era espaço ao ar livre, para uso do Café Guarani.
Este estabelecimento abrira em 31.12.1915. Seria reinaugurado,
por Fritz Hoppe e Frederico Hemb, a
2.12.1916. Por quase duas décadas marcou presença,
tendo passado por sucessivos proprietários.
À direita vê-se também, parcialmente, a agência, de
1918, do antigo Banco Nacional do Comércio. Segue o
terreno ainda baldio, onde havia loja que fora destruída
por incêndio. A 21.4.1921, seria lançada, ali, a pedra
fundamental da sede definitiva do Clube Caixeiral Santamariense.
Depois, aparece o casarão que, durante a
década de 1950, cederia lugar ao Ed. Taperinha e Rua
Alberto Pasqualini. Após, o palacete Astrogildo de Azevedo,
de 1913, e o prédio contíguo, com arcos, aonde
chegou a funcionar a antiga “Pharmácia Daudt”.

Fonte: Luiz Gonzaga Binato de Almeida - A Razão 15/07/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails