ACADEMIA DE LETRAS SANTA MARIENSE RS

A escritora Lígia Militz da Costa é a presidente da ASL

"A Academia Santa-Mariense de Letras foi criada em 8 de novembro de 2006, em Assembleia Geral Extraordinária realizada pela diretoria e sócios da Associação Santa-Mariense de Letras. Nasceu dos 20 anos de existência e experiência da Associação fundada em 21 de agosto de 1986, e reconhecida como de Utilidade Pública por Lei Municipal Nº 3184/89, de 04/12/1989.
O presidente da Academia Rio-Grandense de Letras, Irmão Elvo Clementes, foi um dos grandes motivado da transformação da Associação em Academia. Além dele, a iniciativa contou ainda com a liderança do escritor Antonio Augusto Ferreira, detentor da Cadeia nº 1 da Academia.
A partir daí, em 15 de dezembro de 2006, sob a presidência do Irmão Elvo Clemente, foi realizada, no auditório da Cesma, a sessão solene de posse dos 15 membros efetivos da ASL, que foram considerados seus fundadores  por terem obras publicadas de reconhecido valor, qualidade editorial e exclusiva autoria.
A ASL compõe-se de 40 cadeiras e, consequentemente, também de 40 Patronos, que são figuras ilustres (já falecidas) que honram as letras, as ciências, a história ou o jornalismo sul-rio-grandense. Cada acadêmico efetivo é detentor de uma Cadeira e pode escolher para seu Patrono um dos nomes indicados no Estatuto.da entidade.
Atualmente, o quadro de sócios efetivos é composto por 18 nomes, aos quais também se somam sócios correspondentes, beneméritos e colaboradores. " Jornal A Razão 22/08/2010

José Bicca Larré e Ruth Larré


Com a finalidade de promover a cultura na cidade, a ASL realiza eventos plurais abertos ao público, estimula a publicação de obras e edita e distribui regularmente livros de autoria coletiva de seus associados. O reconhecimento da comunidade santa-mariense às atividades promovidas pela Academia Santa-Mariense de Letras é sempre de plena gratificação. 

Fonte: A Razão 22/08/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails