Gen. João Antônio da Silveira – Um Herói Farroupilha- História contada-Luiz Gonzaga Binato de Almeida

 Fonte: Jornal A Razão do dia 20/09/2011
Luiz Gonzaga Binato de Almeida
luizbinato@gmail.com



Há exatamente 176 anos, eclodiu a Revolução de 20 de Setembro.
É lamentável que a maior parte da nova geração desconheça muitos
vultos da História Sul-Rio-Grandense. Dentre esses, merece destaque o General João Antônio da Silveira, por sua longa e importante
atuação durante o século 19.
João Antônio participou de Campanhas Militares em 1801,
1811, 1812, 1818 e 1820. Ao irromper a Revolução Farroupilha, era
comandante do Regimento da Cavalaria de Guardas Nacionais, em
Caçapava, no posto de T.te-C.el. Foi respeitado líder na Guerra dos
Farrapos. Em 3.2.1838, a República Rio-Grandense nomeou-o Comandante da Divisão da Direita. Foi eleito Deputado Constituinte
da novel República. Ao findar a Grande Revolução, João Antônio
ocupava o posto de General da República Rio-Grandense. Após o
decênio farroupilha, não cessou. Em 1851, foi comandante da 12.ª
Brigada da Divisão do Exército, organizada pelo Duque de Caxias.
Na Guerra do Paraguai, em 1864, comandou a 2.ª Brigada da Divisão
de Davi Canabarro.
Segundo historiadores, “era calmo durante as batalhas, sendo um
dos generais farrapos mais admirados pelos subalternos”. Na visita
do Imperador D. Pedro II a Uruguaiana, recusou uma condecoração
imperial. Convicto republicano, ele declarou: “Não devo receber
homenagem do representante de uma instituição que desejo ver
derrubada”.
Hoje destaco João Antônio por suas ligações com esta região. Em
duas núpcias, entrelaçou-se com a tradicional família Prates, de
origem lusa, como ele. Gerou 12 filhos, alguns dos quais se multiplicaram, resultando conhecida descendência. Faleceu, em 28.3.1872,
na sua propriedade rural, próxima ao Cerro do Loreto, em S. Vicente
do Sul. Seus restos jazem naquela cidade, em túmulo da família
Victorino Prates, a qual conta com alguns descendentes seus.
Fonte: FLORES, Moacyr. Dicionário de História do Brasil. 2ª
ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001. p. 578


POVO QUE NÃO TEM VIRTUDE ACABA POR SER ESCRAVO....
SANTA MARIA HOMENAGEIA A TODOS AQUELES HERÓIS FARROUPILHAS
E QUE ATÉ HOJE PERDURAM OS IDEAIS FARROUPILHA
NOS CORAÇÕES SANTA MARIENSES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails